Connect with us

Notícias

Com ‘pequena’ recuperação de reservatórios, Vinhedo estuda flexibilizar racionamento de água

Artigo

em

Reservatórios de Vinhedo melhoram após chuvas, mas risco de desabastecimento continua

Reservatórios de Vinhedo melhoram após chuvas, mas risco de desabastecimento continua

O Departamento de Saneamento Básico de Vinhedo (Sanebavi) estuda um relaxamento do esquema de racionamento de água iniciado em 11 de outubro. A possível alteração no rodízio se dá após a situação das represas que abastecem a cidade apresentarem melhora.

Segundo o diretor da Sanebavi, Gustavo Carvalho, a expectativa é de que, com as chuvas, seja possível passar a abastecer os bairros durante 48 horas e cortar o fornecimento por 24 horas. Desde que foi implantado o rodízio, o corte na água ocorre a cada 24 horas.

“Justamente a avaliação desses dados que vai nos garantir, talvez, uma flexibilização do rodízio, alterando ele para 24 horas de desabastecimento e 48 horas com água abastecendo os mesmos setores ainda”, explicou, sem dar data para definir se haverá o relaxamento.

Os dados aos quais o diretor se refere são os níveis das represas e a quantidade de chuva. Das três represas municipais, duas tiveram crescimento e uma registrou leve queda na capacidade de abastecimento.

  • represa 1: estava com 20% no começo do rodízio e subiu para 46%
  • represa 2: estava com 87% no começo do rodízio e caiu para 79%
  • represa 3: estava com 21% no começo do rodízio e subiu para 37%

“Nós estamos acompanhando que houve uma pequena recuperação. A gente percebe que houve uma melhora no quadro das represas, porém essas chuvas que tiveram nos últimos dias é o início do processo de recuperação dos mananciais”, explica Carvalho.

Chuva em outubro

Apesar de gerar melhora nos reservatórios, a chuva de outubro ainda não atingiu a média para o mês na cidade. Segundo os dados do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (Ciiagro) do estado, a precipitação acumulada foi de 106,2 milímetros nos 31 dias.

Como a média para outubro em Vinhedo é 113,1 mm, a cidade atingiu 93,9%.

O rodízio

Anunciado três dias antes do início, o rodízio na distribuição de água afeta 70% da cidade.

Na época que implantou o esquema, o Sanebavi informou que motivo seria uma reserva para 35 dias se a cidade ficasse sem chuvas.

O racionamento ocorre nos bairros abastecidos pela Estação de Tratamento de Água 1 (ETA 1). O restante, cuja distribuição é feita pela ETA 2, não entrou – a prefeitura informou que os imóveis que ficaram de fora são das regiões da Capela e Santa Cândida.

Os bairros afetados foram divididos em dois grupos: verde e amarelo. Cada um tem o abastecimento cortado por 24 horas e vai se revezar com o outro. Ou seja, o moradores atingidos terão o fornecimento interrompido dia sim, dia não.

O primeiro grupo afetado, a partir das 10h desta segunda-feira, foi o amarelo:

  • Alpes de Vinhedo
  • Altos do Morumbi
  • Altos do Pinheirinho
  • Aquário
  • Bosque das Araras
  • Buracão
  • Casa Verde
  • CDHU Vinhedo F
  • CDHU Vinhedo H
  • Ch. do Trevo
  • Ch. Fim de Semana
  • Ch. São Bento
  • Colina San Diego
  • Cond. Bello Villagio
  • Cond. Spazzio Torino
  • Country Club (Rua Luiz de Campos Serra)
  • Estância das Flores
  • Grap. Village
  • Jd. Alba
  • Jd. Alves Nogueira
  • Jd. Brasil
  • Jd. dos Pássaros
  • Jd. Eldorado
  • Jd. Ferragut
  • Jd. Il Paradiso
  • Jd. Itália
  • Jd. Junco
  • Jd. Nova Era
  • Jd. Nova Vinhedo
  • Jd. Pinhata
  • Jd. Primavera
  • Jd. Santa Maria
  • Jd. Santa Rosa
  • Jd. São Matheus
  • Jd. Três Irmãos
  • Loteamento Manoel Matheus Netto
  • Loteamento Residencial do Jatobá
  • Marambaia
  • Morada dos Executivos
  • Paiol Velho
  • Pinheirinho
  • Portal
  • Res. Arco Íris
  • Res. dos Jatobás
  • Res. Il Piu Bello
  • Res. Inspirazzione
  • Res. Joana
  • Res. Nova Aliança
  • Res. Pq. dos Pinheiros
  • Res. São Miguel
  • Res. Terras de São Francisco I
  • Res. Terras de São Francisco II
  • Res. Viena I
  • Res. Viena II
  • Res. Villa Di Treviso
  • Santa Claudina
  • São Joaquim
  • Sítio Boa Vista (Rua Octávio Pinhata)
  • Sítio Tirol (Pururucas)
  • Sol Vinhedo Village
  • Spazzio Florença
  • Spazzio Roma
  • Spazzio Torino
  • Vida Nova I
  • Vila Fontaine
  • Vila Milanez
  • Vila Renascer
  • Vila Savian
  • Village San Nicholas
  • Villagio Montalcino I
  • Vista Alegre (Sede e Café)
  • Vivenda das Vinhas
  • Vivere Verde

Setor verde

Os bairros do grupo verde terão o fornecimento cortado na terça-feira, segundo a prefeitura.

  • Bosque
  • Barra Funda
  • Bosque de Grevillea
  • Caixa D’Água
  • Canjaranas
  • CDHU Mário Covas
  • Centro
  • Ch. Santa Leonidia
  • Cond. Florença II
  • Cond. Res. Piemonte
  • Cond. Splendore Rezidence
  • Fazenda Cachoeira
  • Fazenda Santana
  • Ipê Velho
  • Jd. América
  • Jd. das Videiras
  • Jd. Eliza I
  • Jd. Eliza II
  • Jd. Emília
  • Jd. Europa
  • Jd. Florência
  • Jd. Melle
  • Jd. Miriam
  • Jd. Nova Canudos
  • Jd. Panorama I
  • Jd. Panorama II
  • Jd. Paulista I
  • Jd. Paulista II
  • Jd. São Thomé
  • Jd. Trevisan I
  • Jd. Trevisan II
  • Loteamento Bem-te-Vi
  • Mirante das Estrelas
  • Morada da Lua
  • Morada do Sol
  • Observatório
  • Ponte Alta (Rua Olivio Thomé)
  • Pq. Iolanda
  • Recanto das Palmas
  • Recanto dos Paturis
  • Res. Flora
  • Res. Jd. das Palmeiras
  • Res. Morada do Bosque
  • Res. Vila D’Oro
  • Res. Vilaggio Di Verona
  • Reserva da Mata
  • Terras de Vinhedo
  • Vila Cascais
  • Vila Fátima
  • Vila Galo
  • Vila Gasparini
  • Vila João XXIII
  • Vila Junqueira
  • Vila Lorenzon
  • Vila Mingarelli
  • Vila Monte Verde
  • Vila Planalto
  • Vila Pompéia
  • Vila Romana
  • Vila Santana
  • Villagio São Bento
  • Vista Verde

Vinhedo começa racionamento de água para evitar desabastecimento — Foto: Carlos Coutinho

Auxílio municipal

De acordo com a prefeitura, moradores de Vinhedo em situação de vulnerabilidade social podem solicitar um kit do Programa Caixa d´Água para Todos. A administração adquiriu 500 caixas e, até esta sexta, 20 famílias haviam solicitado o benefício.

O kit tem como finalidade garantir que as famílias consigam reservar água no período de falta. Nele, estão inclusos os materiais necessários para a instalação, como boia, registros, conexões e canos. Cada kit tem valor aproximado de R$ 630, que estão sendo custeados pela Sanebavi.

São atendidas pelo programa famílias com renda de até 3 salários mínimos, que estejam inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal. No entanto, elas precisam estar em dia com o pagamento da conta d’água, morar em imóvel residencial e não possuir caixa d’água no terreno.

Aqueles que atendem aos critérios devem entrar em contato com o setor de atendimento ao público da Sanebavi, no email atendimento.publico@sanebavi.com.br, encaminhando os documentos: cópias do RG, CPF, conta de água/esgoto, matrícula atualizada do imóvel ou contrato de compra e venda ou contrato de locação ou qualquer outro documento de legitimidade de posse.

VÍDEOS: os destaques de Campinas e região

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Sanebavi suspende rodízio nesta quarta (19) após dois dias sem distribuição de água

Artigo

em

Por

Abastecimento ficou comprometido segunda e terça-feira devido à manutenção da ETA 1 e à posterior falta de energia na estação

A Sanebavi vai suspender o rodízio em Vinhedo para os dois setores, verde e amarelo, nesta quarta-feira (19), com distribuição de água para toda a cidade. A medida foi adotada porque o abastecimento ficou comprometido nos últimos dois dias, segunda e terça-feira, devido à manutenção da Estação de Tratamento de Água (ETA) 1 e à posterior falta de energia na estação.
 
Na quinta-feira (20) o calendário do rodízio volta a ser praticado, conforme anunciado, com suspensão do abastecimento para os bairros do setor amarelo, na sexta-feira (21) para o setor verde e, assim, sucessivamente.
 
A Sanebavi realizou a manutenção da ETA 1, conforme o programado, nesta segunda-feira (17), e suspendeu a distribuição de água para os bairros atendidos pela estação. Nesta terça-feira, o abastecimento deveria ter ocorrido em todo o município, por causa da suspensão de segunda, porém, a CPFL Paulista, ao restabelecer a energia, identificou um problema externo na rede elétrica da empresa. A equipe da companhia de energia finalizou os reparos por volta das 3h.
 
Com isso, a Estação de Tratamento ficou impossibilitada de operar por falta de energia, comprometendo o abastecimento para a população nesta terça-feira (18). No período da manhã, a estação voltou a operar com a capacidade máxima para recuperar os reservatórios, mas o retorno do fornecimento de água aconteceu de forma gradativa aos imóveis, com previsão de ser restabelecido integralmente no período da noite.
 
Dessa forma, a Sanebavi optou por liberar a distribuição da água para toda a cidade nesta quarta-feira (19) e retomar o rodízio apenas na quinta-feira. A Sanebavi solicita à população que economize água, utilizando o recuso apenas para o essencial, para que os reservatórios se recuperem o mais rapidamente possível.
 

Autor: Sanebavi

Continue lendo

Notícias

Roteiro Agroturismo, no Espírito Santo, é o último a ser validado pelo Ministério do Turismo

Artigo

em

Por

O Ministério do Turismo e a Universidade Federal Fluminense (UFF) finalizaram no último mês uma série de validações nos oito roteiros do projeto Experiências do Brasil Rural. A rota Agroturismo, localizada na cidade de Venda Nova do Imigrante (ES), foi o último destino da equipe composta por técnicos de ambas as instituições. Esta é uma das últimas etapas da iniciativa, desenvolvida em conjunto com o Ministério das Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que capacita empreendedores para o desenvolvimento do turismo no campo.

A rota no Espírito Santo, repleta de traços da colonização italiana, envolve um conjunto de 35 propriedades agrícolas familiares, hotéis e restaurantes, entre outros, onde o turista pode provar diversas especiarias e, de quebra, conhecer o processo de fabricação. O recheado cardápio inclui delícias como queijos e derivados do leite, embutidos, cafés especiais, cervejas artesanais, cachaças, vinhos, massas, biscoitos, doces e a famosa polenta – ícone do município, feita com milho específico -, todas elas apresentadas por anfitriões durante as visitas.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, não poderia haver destino melhor para encerrar estas visitas que tanto contribuíram para o aprimoramento do setor. “Os atrativos rurais do país – referência mundial no setor agrícola – têm um enorme poder de atrair visitantes. O nosso objetivo é ampliar a oferta turística nacional, bem como gerar alternativas de renda a agricultores familiares que também trabalham o turismo, com reflexos extremamente positivos na geração de emprego e renda. E o Espírito Santo tem espaço de sobra para ser uma referência no turismo de experiência”, disse.

Os atrativos da rota incluem outras vivências típicas do campo, a exemplo de um sítio que permite contato próximo com animais envolvidos na elaboração de laticínios e carnes. Também é possível conhecer a produção de socol (embutido de carne suína) e participar da fabricação caseira de massas, bem como praticar “colha e pague” de morango e passear por parreirais destinados à confecção de sucos e vinhos. Há ainda a singular alternativa de acompanhar a colheita de lavanda e de orquídeas, atividades muito procuradas por turistas.

Ana Venturim, da Família Venturim, foi um dos empreendimentos visitados. Para ela o projeto despertou a autoestima e valorizou o que para eles era algo simples. “Demos mais um passo na direção de acreditar que podemos ganhar dinheiro com nossa história familiar. Isso é motivo de orgulho para todos que compõem essa rota. Oferecemos ao turismo o que sempre fazemos em casa. Isso preenche nossa alma de entusiasmo, alegria e saudade”, pontuou.

A representante Carla Caliman observa que as capacitações do Experiências do Brasil Rural ajudam a preparar o roteiro para a tendência de incremento do turismo no campo no período pós-pandemia. “Considerando esse momento da pandemia, delicado para o turismo, a gente precisa agora se atualizar para compreender as mudanças no fluxo turístico, o que os turistas têm buscado. Então, realmente é muito importante ter esse momento das capacitações, para a gente pensar as próximas metas para o nosso roteiro como um todo”, aponta.

FESTAS – Celebrações alusivas à colonização italiana também figuram entre as opções. Em outubro, ocorre a Festa da Polenta, realizada há 43 anos e que homenageia o alimento-base dos primeiros imigrantes. O ponto alto do evento, organizado por voluntários e com perfil filantrópico, é o “tombo da polenta”, quando 1.200 quilos da comida são despejados de uma panela gigante. Já no mês de julho, acontece a Serenata Italiana, quando moradores saem às ruas cantarolando canções típicas, com direito a uma “polenta-móvel” e a um fogão à lenha sobre rodas, que servem iguarias típicas regadas a muito vinho.

HISTÓRICO – Os primeiros negócios do roteiro iniciaram atividades no final da década de 1980, tendo como principais características a ruralidade, as tradições familiares e a gastronomia. No início dos anos 90, empreendedores conheceram na Itália o modelo de “Agriturismo” e adotaram o formato de Agroturismo no Brasil, conceito este utilizado em destinos capixabas e de outros estados. A iniciativa rendeu a Venda Nova o título de Capital Nacional do Agroturismo, conferido no ano de 2005 pela Associação Brasileira de Turismo Rural (Abratur).

PROJETO – Além do Agroturismo do Espírito Santo, integram o Experiências do Brasil Rural os roteiros Terra Mãe do Brasil, seus caminhos, segredos e sabores, da Bahia; a Rota Amazônia Atlântica, do Pará; a Rota do Queijo Terroir Vertentes e a Rota Gourmet das Terras Altas da Mantiqueira, em Minas Gerais; o Caminhos do Campo, em Santa Catarina; e a Ferradura dos Vinhedos e o Roteiro Farroupilha Colonial, no Rio Grande do Sul.

Anteriormente às visitas, os empreendedores passaram por um processo de análise de seus atrativos e participaram de capacitações sobre as cadeias produtivas de interesse do projeto: queijos, vinhos, cervejas e frutos da Amazônia.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destaca a atenção do governo federal à adequada estruturação do meio rural para o aproveitamento turístico das potencialidades do campo. “Os atrativos rurais do país – referência mundial no setor agrícola – têm um enorme poder de atrair visitantes. O nosso objetivo é ampliar a oferta turística nacional, bem como gerar alternativas de renda a agricultores familiares que também atuam no turismo, com reflexos extremamente positivos na geração de emprego e renda”, explica.

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Continue lendo

Notícias

Inscrições para processo seletivo do IBGE se encerram nesta sexta

Artigo

em

Por

Em dezembro o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu as inscrições para as vagas de Agente Censitário Municipal (ACM), Agente Censitário Supervisor (ACS), Recenseador e Agente Censitário de Administração e Informática. Por conta do baixo número de inscritos, o prazo foi estendido por 23 dias, mas já se encerra nesta sexta-feira (21). São mais de 700 vagas distribuídas em toda a região. 

Como participar ?

É necessário ter o ensino fundamental completo para as vagas de Recenseador e  ensino médio completo para as demais funções. Também é necessário ter nacionalidade brasileira ou portuguesa; idade mínima de 18 anos completos; não ter sido contratado para serviço temporário nos últimos 24 meses; possuir aptidão física e mental, entre outras condições específicas para cada atividade. Confira os editais. 

As inscrições podem ser feitas até às 16h do dia 21 e para participar é necessário preencher os formulários conforme as instruções. No entanto, o requerimento somente será validado mediante o pagamento da taxa: R$60,50 para Agente Censitário Municipal e Supervisor, de R$57,50 para Recenseador e R$44,00 para Agente Censitário de Administração e Informática. 

Quantas  vagas na região Bragantina? 
  • Bragança Paulista: 2 vagas para ACM, 14 para ACS e 146 vagas para Recenseador.
  • Atibaia: 2 vagas para ACM, 11 para ACS e 122 para Recenseador.
  • Itatiba: 2 vagas para ACM, 10 para ACS e 104 para Recenseador
  • Serra Negra: 1 vaga para ACM, 3 para ACS e 29 para Recenseador
  • Socorro:  1 vaga para ACM, 4 para ACS e 39 para Recenseador
  • Águas de Lindóia e Lindóia (compartilham o posto de coleta): 1 para ACM e 3 para ACS. 18 vagas para Recenseador em Águas de Lindóia e 7 para Lindóia.
  • Tuiuti: 1 vaga para ACM e 7 vagas para Recenseador
  • Vargem: 1 para ACM, 1 para ACS e 10 para Recenseador
  • Amparo: 1 para ACM, 7 para ACS e 64 para Recenseador
  • Nazaré Paulista: 1 para ACM, 2 para ACS e 17 para Recenseador
  • Bom Jesus dos Perdões:  1 para ACM, 3 para ACS e 22 para Recenseador
  • Pinhalzinho: 1 para ACM, 2 para ACS e 14 para Recenseador
  • Pedra Bela: 1 vaga para ACM e 5 para Recenseador
  • Piracaia: 1 para ACM, 3 para ACS e 25 para Recenseador
  • Joanópolis: 1 para ACM, 1 para ACS e 13 para Recenseador 

As vagas de Agente Censitário de Administração e Informática são divididas pelos municípios sede. Para as cidades da região, são 5 vagas, uma para cada sede:  

  • Bragança Paulista (Bragança Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Socorro, Tuiuti, Vargem)
  • Atibaia (Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Joanópolis, Nazaré Paulista, Piracaia)
  •  Lindóia (Águas de Lindóia, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Serra Negra)
  •  Amparo (Amparo, Holambra, Jaguariúna, Pedreira)
  • Valinhos (Itatiba, Louveira, Morungaba, Valinhos, Vinhedo) 
MAIS VAGAS

Na aba “Oportunidades” do Jornal Em Pauta você encontra mais vagas de emprego, dicas de cursos, bem como concursos.

Para receber as notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular entre no grupo de  WhatsApp do Bragança Em Pauta  ou acesse nosso grupo de notícias no Telegram.

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.