Connect with us

Notícias

Com queda de 84% no volume de água captada, Valinhos monitora de hora em hora abastecimento; entenda

Artigo

em

Entenda sistema de monitoramento e rodízio de abastecimento de água em Valinhos

Entenda sistema de monitoramento e rodízio de abastecimento de água em Valinhos

Com queda de 84% no volume de água captada, Valinhos (SP) mantém um esquema severo de racionamento que impõe cortes no fornecimento de até três dias da semana para determinadas áreas do município (veja detalhes abaixo). Com reservatórios em situação crítica em meio à estiagem e consumo elevado por conta do calor, técnicos do Departamento de Águas e Esgotos (Daev) monitoram o comportamento do sistema para garantir a distribuição do recurso aos moradores.

“De hora em hora a gente tem que tomar ações, ver o comportamento do sistema. O consumo influencia, a temperatura, se está mais alta ou mais baixa, influencia no consumo também. Em que momento será fechada uma área ou liberada água para outra, ou despressurizada de um lada e pressurizada de outro. Nessa área a gente tomar as ações para distribuição de água no município”, explica Fábio Massa, técnico de saneamento do Daev.

Em Valinhos, cerca de 40% da captação da água vem de mananciais, e muitos estão no limite. O do Moinho Velho, por exemplo, que tem capacidade para reservar até 120 mil metros cúbicos de água, opera com apenas 2% da capacidade. Por conta disso, a retirada chega a ser interrompida em alguns momentos.

“Nós estamos tirando o que é necessário para não parar o tratamento de água, porque nós temos que manter uma porcentagem abastecendo a cidade, mesmo nessas condições. Então nós deixamos ela descansar uns dois dias, a água que acumula em dois dias, volta a ligar o bombeamento e abastecer o tratamento ETA 1, que é no centro da cidade”, explica arcos Lobo, operador de sistema do Daev.

Em média, Valinhos costumava captar 190 litros de água por segundo dos ribeirões e córregos da cidade. Atualmente, atinge no máximo 30 litros por segundo.

Com estiagem, reservatório que abastece Valinhos (SP) tem bancos de terra aparentes — Foto: Reprodução/EPTV

Solução?

Para o presidente do Daev, Ivanir Nunes Pereira, a solução do problema passaria por grandes obras, como uma nova ligação para retirada do Rio Atibaia, principal ponto de captação da cidade, e a construção de uma nova estrutura de reservação.

“Aquilo que podemos falar de investimento mais próximo, que poderia dar resultado muito bom, é a construção de uma segunda adutora para retirada de uma maior quantidade de água do Rio Atibaia, haja vista que temos outorga do DAE para trazermos uma maior quantidade de água para a população. E investir na construção de grande reservatório para fazer com que ele tenha maior perenidade que os atuais”, avalia.

Racionamento: como funciona

A decisão de aplicar o racionamento foi confirmada pela prefeitura em 26 de agosto, após ela admitir que as manobras empregadas três dias antes para redirecionamento da água entre os bairros, por meio de alterações na pressão da rede, foram insuficientes para resolver os problemas.

Desde 17 de setembro, a divisão de bairros passou de quatro para seis, e duas destas áreas têm cortes no fornecimento em três dias da semana, e as demais mantêm duas – veja cronograma abaixo.

Divisão de áreas de Valinhos para racionamento de água

DOMINGO SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA SÁBADO
2 (inclui Centro) e 4 1 e 2A 3 e 3A 1 e 2 3A e 4 1 e 2A 3 e 3A

A restrição faz parte da bandeira vermelha do Plano de Estiagem e Racionamento de Água do município, onde também são previstas captações de água excepcionais e multa inicial de R$ 441,21 para quem for flagrado enquanto desperdiça. “Os mananciais internos são responsáveis por 38,7% da água que é consumida na cidade e estão operando com níveis muito inferiores aos desejados. O percentual de reservação de água bruta está, nas barragens valinhenses, em 45% na Santana do Cuiabano, 10% na Moinho Velho, 20% na Figueiras e em 5% na João Antunes dos Santos”, diz nota.

A bandeira vermelha deve valer até 12 de novembro, mas, segundo a prefeitura análises sobre a situação serão feitas em tempo real. A reivindicação é para que a população faça uso consciente.

Entre as formas de desperdício listadas pelo governo municipal estão: uso de água para lavagem de áreas internas e externas dos imóveis, incluindo telhados; drenagem de caixas d’água e de piscina; além da lavagem de veículos, exceto estabelecimentos com alvará. Segundo a prefeitura, o emprego da água de reuso terá que ser comprovado, e denúncias podem ser feitas pelo 0-8000-133-839.

Regras impostas no decreto

  • As regras valem de 24 de agosto a 12 de novembro de 2021.
  • A classificação na bandeira vermelha tem como objetivo evitar o uso inadequado e o desperdício de água tratada.
  • Órgãos municipais estão autorizados a impor medidas restritivas para uso de água tratada em finalidades não essenciais.
  • Fixar uma multa no valor de R$ 441,21 – equivalente a até 500 vezes o custo da ligação de água.
  • A multa é para casos de irregularidades praticadas pelos moradores, que ponham em risco a saúde pública ou o sistema de abastecimento de água.
  • A prefeitura está autorizada a buscar ressarcimento dos que, por ação ou omissão, causarem danos nas redes de água, esgoto e as respectivas ligações.
  • A autuação pode ser aplicada pela Guarda Municipal e pelo Daev.

Divisão de bairros

  • Jardim Primavera, Jardim Ribeiro, Vila Coqueiro, São Cristóvão, Jardim Imperial, Vila Imperial, São Jorge, Bela Vista, Jardim Planalto, Jardim Panorama, Residencial Augusto Valentim Juliato, Vila Pagano, Morada do Sol, Jardim Universo, Jardim do Lago, Jardim Maracanã, Chácara Silvânia, Santo Antonio, Res. São Luiz, Vale do Itamaracá, Village do Itamaracá I e II, Reserva do Itamaracá, Paiquerê, Condomínio Villa Araucária, Sítio Recreio dos Cafezais, Condomínio Villagio Florença, Condomínio Quinta das Oliveiras, Condomínio Millenium, Condomínio Morada das Nascentes, Condomínio Residencial Blumen Hof, Condomínio Quinta do Porto, Quinta das Parreiras, Condomínio Camburi, Vila Murano, Vila Toscana, Boa Esperança, Castelo, Nova Valinhos, Colina do Sol, Terra Nova, Vera Cruz, Jardim Soleil, Vila Embaré, Condomínio Oruam, Condomínio Tabapuã, Condomínio Monterosso, Monte Carlo, Nova Suíça, Nova Itália, Cond. Serra D´agua, Vila Rosa, Vila Norma, Vila São Sebastião, Vila Angeli, Vila Bissoto, Vila Olivo, Vila Anhanguera, Vila Franceschini, Vila Thereza, Vila Jair, Vila São José, Jardim Europa, Vila Brasiliana, Reserva das Palmeiras, Apaga Fogo, Jardim Recanto, Terras do Paiquerê, Portal do Quiririn, Cond. Athenas, Moinho Verde, Bougainvillea, Vila Progresso, Santa Marina, Jardim Valença, Itamambuca, Resid. Ouro Verde, Pq. Florence, Santa Escolástica, Quinta das Jabuticabeiras, Pacaembu, Condomínio Vila Santa Rosa, Vila Faustina I e II, Jardim Morumbi, Residencial Jardins, Residencial Bosque da Mata, Residencial Vale do Sol, Residencial São Conrado, Condomínio Vila Santa Rosa.
  • parte baixa Colina dos Pinheiros, parte baixa Portal do Jequitibá, Vitória Régia, Palmeiras, Jardim Itapuã, Jardim Manacás, Terras do Caribe, Terras do Oriente, Jardim São Marcos, Condomínio Vila do Sol, Jardim Santa Maria, Santa Gertrudes, Samambaia, Samaritano, Jardim São Luiz, Village Di Napolli, Flor da Serra I e II, Jardim Jardim Paraiso, Pq. das Colinas, Alvorada I e II, Vale das Figueiras, Jardim Centenário, Pq. Portugal, Jardim Maria Rosa, Nova Espirito Santo, Pq. dos Cocais, Pq. dos Pássaros, Vila Ventura, Brisa Clube House, Floratta Clube House, Capuava, São Lourenço, Centro Comercial Valinhos, Novo Mundo I,II e II, Pq. Floresta, Contendas, Itapema, Tabatinga, Le Village, Recanto das Águas, Subdivisão Iporanga, Bairro do Frutal, Santa Emília, Village Santa Clara, Vivenda das Pitangueiras, Jardim Novo Milênio e Residencial Beira Rio.
  • Moinho de Vento, Vila Dorata Residenciale, Vitta Verde, parte alta Colina dos Pinheiros, parte alta Portal do Jequitibá, Jardim Nova Palmares, Pq. das Figueiras, Bom Retiro I e II, Jardim Eliza, Monte Verde II, Maison Blanche, Pedra Verde, Jardim União, Resindecial Chiari, Piazza di San Marco, Condomínio Residencial Villagio di Fiori, Condomínio Sapucaia, Residencial Tábata, Residencial Colina Verde, Residencial Portal da Colina, San Marino, Nova Era I e II, Ortizes, Santa Rosa, Vila São Joaquim, São Pedro, Ponte Alta, Santa Cecília, Vila São Cristóvão(zona baixa), Vila Rigesa, Vila Papelão, Vila Ramaciotti, Jardim Paulista Condomínio Fiorella, Residencial Verona, Residencial Vitória e Residencial Santa Eliza.
  • Vila Santana, Jardim Pinheiros, parte intermediária do Colina dos Pinheiros, Fonte Nova, Água Nova, Ana Carolyna I e II, parte intermediária do Portal do Jequitiba, Pq. Santana, Monte Verde I, Condomínio Residencial Euroville, Jd São Felipe, Lausane, Zurich Dorf, Villagio Fiorentino, Jardim Ype, Jardim Maria Rosa, Vila Fontana, Maria Regina, Resid. Santa Thereza, Condomínio Cedros do Líbano, Residencial Valença, Vivaz Residencial, Jardim Celani, Colina dos Álamos e Florada da Mata.
  • Jardim América II, Jardim Jurema, Condomínio São Joaquim, Chácara Flora, Vila Moletta, Jardim Alto da Colina, Jardim Alto da Boa Vista, Vivenda das Cerejeiras, Shangri-la, Vila Colega, Chácara das Nações, Residencial Jardim Paraná, Recanto do Pássaros I e II, Mirante do Lenheiro, Jardim São Francisco, Lenheiro, Vivenda das Quaresmeiras, Jardim Novo Horizonte, Maria Ilydia, Santa Helena, Villagio Fiorentino, Colina dos Coqueiros, Vila dos Funcionários, Madre Maria Villac, Vila Vitória, Residencial Canter Ville, Vila Romana I e II, Vila Real, Celani, Chac. das Rosas, Villagio Veneto, Condomínio Porto do Sol, Condomínio Mais Campos Salles, Condomínio Village São Joaquim, Lot. Residencial Mont’Alcino, Vale das Uvas, Condomínio São Domingos, Condomínio Bella Guarda del Bosco e Condomínio Vista Valley.
  • Country Clube, Parque Valinhos, Vale Verde, São Bento do Recreio, San Fernando e Condomínio San Pietro.

VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Secretaria de Cultura e Turismo reabre Teatro Municipal

Artigo

em

Por

propaganda do Google Artigo Top

A Prefeitura de Vinhedo vai reabrir o Teatro Municipal Sylvia de Alencar Matheus no dia 5 de novembro, com a apresentação da Associação Musical de Vinhedo. O teatro estava fechado desde abril de 2019, passou por reformas, manutenções, dedetização e limpeza. O evento de reabertura terá entrada gratuita e a reserva de lugares deve ser feita no formulário https://bit.ly/reaberturateatro. A vacinação é obrigatória. Em novembro, o teatro vai receber 13 espetáculos do tradicional Festival de Teatro de vinhedo (FESTEVI), que este ano está em sua 27ª edição.  

As reformas foram realizadas nas calhas, forro, carpete, alarme de incêndio, marquise e hall de entrada, o que minimizou os problemas de goteiras, isolamento acústico e infiltrações. O teatro passou ainda por um processo de limpeza de todas as áreas, equipamentos técnicos e maquinaria. Segundo a Secretaria de Cultura e Turismo, ainda são necessárias as reformas do palco e manutenção do ar condicionado central, que estão com licitações em andamento. Para o próximo ano está prevista a pintura externa e a troca de todo o telhado.  

 “Estamos caminhando para deixar nosso teatro municipal totalmente recuperado para abrigar os eventos de nossa cidade. Nosso teatro tem recebido espetáculos das mais diferentes produções e cidades, sempre tendo a cultura como recurso de fortalecimento social. Os investimentos que estamos fazendo são necessários para que nossa cidade continue avançando para se tornar polo cultura de referência em toda a região e até no País”, disse o prefeito Dario Pacheco.  

 Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Renato Romanetto, a decisão por reabrir o espaço mesmo sem as obras concluídas é uma forma de apoiar o setor artístico,  que agora começa a se reabrir após a melhora nos números da pandemia por conta da vacinação. “Academias de dança, produtoras artísticas e grupos musicais voltam a ter espaço para se apresentar e retomar, aos poucos suas produções, além de, é claro, podermos realizar projetos da própria Secretaria de Cultura e Turismo”, disse. 

Romanetto explicou que o local é seguro e se encontra em plenas condições de receber as atividades propostas. Visitas técnicas foram realizadas no teatro para aferir as condições e garantir que as apresentações possam ser realizadas. “Ficamos satisfeitos de poder apoiar o retorno de projetos artísticos, ainda mais com a presença de público, e estamos trabalhando para que em breve o teatro esteja com toda sua estrutura 100% reparada” disse o secretário. 

FESTEVI 

 Além da cerimônia de reabertura no dia 5, o teatro vai abrigar os 13 espetáculos do 27º FESTEVI, 12 amadores e um profissional, que terá acessibilidade em libras e áudio-descrição, como abertura do evento. Vai abrigar ainda uma apresentação pelo Circuito SP online, Programa Juntos pela Cultura do Governo do Estado de São Paulo, stand-up comedy, Orquestra PróCultura e uma apresentação de academia de dança de Jundiaí. 

 Em dezembro, o teatro será palco de apresentações de música, teatro e dança, inclusive com apresentação da SP Cia de Dança e academias de dança tradicionais da nossa região. 

 Protocolos sanitários 

 Nesse retorno às atividades presenciais, que, segundo o Plano São Paulo, permite 100% da ocupação de espaços culturais a partir do mês de novembro, as recomendações da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Vinhedo serão seguidas. Para ingressar no teatro será necessário apresentar confirmação do esquema vacinal completo (através de documento emitido pelo Conecte Sus) ou apresentação da confirmação de ao menos uma dose de vacina ou ainda teste negativo de covid-19 PCR realizado até 48 horas antes ou antígeno realizado até 24 horas antes. O uso de máscara permanece obrigatório. 

  Ingressos 

 O evento terá entrada gratuita e a reserva de lugares deve ser realizada no formulário https://bit.ly/reaberturateatro. Quem fizer o upload do comprovante de vacinação do Conecte SUS no campo do formulário não precisará apresenta-lo no dia do evento. O ingresso é individual, portanto, membros de uma mesma família precisam preencher um ingresso cada para garantir seus lugares.  

 Teatro Municipal Sylvia de Alencar Matheus 

 O Teatro está estruturado na antiga fábrica de abrasivos Carborundum, a terceira indústria instalada no município, em 1953. Está inserido em um complexo cultural que também abriga o Centro Cultural Engenheiro Güerino Mário Pescarini, que oferece oficinas culturais na área central da cidade e por sediar a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. 

 Inaugurado em 22 de setembro de 2006, o teatro concilia modernidade com as características da antiga fábrica. O lustre de seu foyer foi feito com os vidros das janelas originais da Carborundum. Tem capacidade para 507 pessoas. O nome é uma homenagem à primeira-dama do munícipio, conhecida por ser a primeira bailarina da cidade. 

 O teatro pode ser reservado para eventos artístico-culturais através de protocolo nas centrais SIM. Informações referentes ao processo, valores e datas de reserva podem ser conferidas no Decreto nº 0001/2018 ou na Secretaria de cultura e Turismo, pelo e-mail [email protected] ou telefone/whatsapp 3876-5393.

Propaganda do Google Artigo Baixo

Continue lendo

Notícias

Banda Inimigos da HP faz show em choperia de Vinhedo; veja como comprar ingressos

Artigo

em

Por

Inimigos da HP em ‘invasão pagodeira’ na Festa do Peão de Barretos (SP). — Foto: Flávio Moraes/G1

O grupo de pagode Inimigos da HP se apresenta na Choperia Portal, em Vinhedo (SP), nesta terça-feira (26). O local abre às 18h e o show está previsto para começar às 20h.

Os ingressos variam de R$ 60, valor individual, a R$ 800, para camarote para quatro pessoas. Eles estão disponíveis na própria Choperia e também pelo WhatsApp (19) 9 9784 2159, além da venda online.

Inimigos da HP

  • Quando: terça-feira, 26 de outurbo
  • Horário: 20h
  • Local: Choperia Portal
  • Endereço: Avenida João Batista Falssarela, 77, Jardim Itália, Vinhedo.
  • Ingressos: de R$ 60 a R$ 800. Disponíveis para compra no local, via Whatsapp (19) 9 9784 2159 e em bilheteria online.

VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região

Continue lendo

Notícias

Vinhedo amplia retomada de 100% das aulas presenciais na Educação Infantil, Fundamental e EJA no dia 3

Artigo

em

Por

A Prefeitura de Vinhedo amplia a retomada, no dia 3 de novembro, de 100% das aulas presenciais na Educação Infantil, Fundamental e de Jovens e Adultos (EJA) , mas ainda mantém a opção para os pais que quiserem continuar com a educação remota, utilizando materiais impressos. As aulas do Berçário 1 e 2, Maternal 1 e 2, Fase 1 e 2, Fundamental 1 e 2 e EJA vão acontecer sem rodízio, com 100% de presença dos alunos. As aulas presenciais do Fundamental de Vinhedo já haviam sido retomadas com 100% dos estudantes em 4 de outubro.

“Essa retomada é uma excelente notícia para a nossa rede de educação municipal. Sabemos que o rendimento dos alunos no ensino remoto não é eficiente como nas aulas presenciais. Sem falar na integração dos estudantes, fundamental nessa fase de vivência e aprendizado. Continuaremos adotando medidas de prevenção à covid-19 e tomando os cuidados necessários”, disse o prefeito Dario Pacheco.

Nesta semana, a Secretaria de Educação promoveu reuniões com a comissão de combate à pandemia da Prefeitura, a comissão de professores e com equipes escolares para definir o retorno. A comissão da Prefeitura é formada por integrantes das secretarias de Governo, da Saúde, de Negócios Jurídicos, de Educação e dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmit).

“Fizemos as reuniões e chegamos ao formato que melhor vai atender pais, alunos e à Rede Municipal de Educação com segurança e tranquilidade para todos”, disse a secretária, Rogéria Nicoletti. O Ensino Fundamental retomou as aulas presenciais com 100% dos alunos no dia 4 de outubro, sem obrigatoriedade do retorno.

No dia 3, os alunos de berçário voltam ao ensino integral, com 100% das turmas, das 7h às 17h30, também sem obrigatoriedade. As crianças do Maternal 1 e 2 e Fase 1 e 2 também não terão mais revezamento, voltam 100% às aulas, em dois períodos, com uma hora de ampliação na carga horária para as crianças do período integral, das 7h às 12h e das 12h30 às 17h30, sem obrigatoriedade. “Ampliamos uma hora para facilitar para os pais que têm filhos em outros períodos letivos”, explicou Rogéria. Segundo ela, neste momento as aulas do Maternal e Fase vão acontecer apenas em meio período para segurança das crianças.

A secretária explicou que o retorno presencial ainda não é obrigatório, mas reforçou que é seguro. “Os pais podem optar por não enviar os filhos à escola neste momento. Ainda é uma opção da família. Mas gostaríamos de ter todas as crianças nas unidades de ensino. Esse é sempre nosso caminho, receber todos os alunos para que todos estejam na escola. Com a melhora nas questões de saúde, esperamos que isso ocorra em breve”, afirmou.

Para os alunos que permanecerem no ensino remoto, os pais devem retirar o material impresso na escola. Não haverá mais atendimento online. “Os pais deverão devolver as atividades nas escolas. Cada vez mais precisamos atender os estudantes nas unidades de ensino”, disse Rogéria.

Medidas sanitárias

A secretária alertou que crianças com sintomas de gripe não devem ser enviadas para a escola. Ela comentou que as salas de aula da rede municipal têm de 20 a 25 alunos cada e que Vinhedo respeita a legislação nacional de manter distância de um metro entre as carteiras. “Essa lei é anterior à pandemia e nossas salas de aulas estão adequadas”, afirmou. O uso de máscara continua obrigatório, assim como o uso do álcool em gel e a medição da temperatura dos alunos na entrada das aulas.

“Todos os professores e equipes escolares continuarão utilizando os equipamentos de proteção. Vinhedo é uma cidade de destaque na região pela seriedade no uso desses equipamentos e vamos continuar sendo referência”, afirmou Rogéria.

Recuperação de conteúdo

A secretária comentou que, depois de um longo período em aulas remotas e revezamento, os alunos têm naturalmente defasagem de aprendizado. Por isso, segundo ela, as escolas já estão oferecendo atendimento individualizado para recuperação de conteúdo. Para o próximo ano, de acordo com Rogéria, a Rede Municipal de Educação já conta com um projeto de recuperação de aprendizagem que será desenvolvido com os alunos ao longo do ano para retomar eventuais conteúdos perdidos. Ela  acrescentou que as escolas estão também fazendo busca ativa de alunos que não retornaram para as aulas.

No caso de dúvidas, pais, responsáveis e estudantes devem entrar em contato com a escola em que as crianças estão matriculadas.

retomada aulas 1
retomada aulas2
 

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.