Connect with us

Notícias

Estado confirma dois casos da variante delta da Covid-19 na região de Campinas

Artigo

em

Veja 5 pontos sobre a variante delta

Veja 5 pontos sobre a variante delta

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou, na manhã desta sexta-feira (13), a existência de dois casos positivos da variante delta da Covid-19 na região de Campinas (SP). De acordo com a pasta, os registros foram identificados em Itapira (SP) e Valinhos (SP) e estão em “investigação epidemiológica” para saber se são autóctones, ou seja, contraídos nos próprios municípios, ou “importados” de outra cidade.

Estudos apontam que a variante é muito mais transmissível e tem maior probabilidade de evadir o sistema imunológico, responsável pelas defesas do nosso organismo. Segundo o governo estadual, o estado tem 228 casos da Delta no total e a identificação ocorre via sequenciamento genético. A forma de enfrentamento à nova mutação é manter os protocolos de segurança e acelerar cada vez mais a vacinação.

Em relação ao caso de Itapira, confirmado pela prefeitura na quinta-feira (12), a administração informou que a paciente, uma mulher de 37 anos, morava na cidade, mas há quatro meses se mudou para Mogi Mirim (SP), município vizinho. No entanto, quando ela fez o teste de Covid-19, entregou no laboratório o cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) que ainda não estava com o endereço atualizado. O estado não informou nada sobre uma eventual mudança de localidade do registro.

“A equipe da Vigilância fez uma investigação detalhada desde ontem e constatou o equívoco das informações divulgadas até o momento. O atendimento ambulatorial e coleta do exame aconteceram em Mogi Mirim e o cadastro no site Vacina Já da paciente também tem endereço da cidade vizinha”, diz o texto da nota de Itapira.

A Prefeitura de Mogi Mirim confirmou, também em nota, que a paciente agora mora e trabalha na cidade, cumpriu quarentena e está curada da doença. Além disso, o Executivo disse que o início dos sintomas ocorreu no dia 25 de julho. Ela teve tosse e dor no corpo. A mulher não viajou recentemente e também não recebeu nenhuma visita de fora do estado de São Paulo. Ela já tinha tomado a primeira dose da vacina.

A prioridade da administração agora é monitorar os contactantes, como colegas de trabalho da paciente que também tiveram Covid. “A intenção é saber se algum deles viajou ou se teve contato com pessoas de fora do Estado, para fechar um parecer sobre se houve ou não transmissão comunitária”, disse o governo municipal.

A Prefeitura de Valinhos confirmou o registro da variante Delta na cidade. A paciente, também uma mulher de 37 anos, passou pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município no dia 26 de julho com alterações olfato e paladar, dor de garganta, coriza e dor de cabeça.

A paciente está sendo monitorada pela equipe da Vigilância Epidemiológica da cidade desde a confirmação positiva da Covid.

“A Prefeitura de Valinhos tem adotado todas as ações necessárias ao enfrentamento da Covid, sobretudo neste ano de 2021. Foi enfrentada a pior fase da Pandemia na cidade, entre os meses de março e abril, com medidas até mais restritivas que o Estado e, na mesma medida, avançando o processo de vacinação, sendo uma das cidades mais avançadas na região”, diz o texto.

Variante delta desafia controle da pandemia no mundo — Foto: Getty Images via BBC

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e Região

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias

CAMPINAS ABRE 132 VAGAS TEMPORÁRIAS PARA AGENTE DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Artigo

em

Por

A prefeitura de Campinas abriu nesta segunda-feira, dia 20, um processo seletivo para contratação emergencial de 132 agentes de educação infantil. As inscrições estarão abertas até às 23h59 desta quarta-feira, dia 22. De acordo com a administração, os selecionados começarão a trabalhar já no segundo semestre deste ano.

Segundo o edital, as contratações terão prazo determinado e não passarão de 12 meses. Os interessados devem ter Ensino Médio completo e ter mais de 18 anos, porém a prefeitura procura preferencialmente pessoas com experiência no cargo de agente de educação infantil (em atuação com crianças entre 0 e 5 anos), e que comprove empregabilidade nos últimos cinco anos, com, no mínimo, um ano ininterrupto de trabalho no mesmo empregador.

O salário será de R$ 2.391,80 para 32 horas trabalhadas por semana, além de vale-alimentação no valor de R$ 1.249,81. Das 132 vagas previstas, 99 são de ampla concorrência, 26 são para pessoas pretas e pardas, e sete são para pessoas com deficiência.

As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas através do site (https://cutt.ly/jKji7GW).

CAMPINAS ABRE 132 VAGAS TEMPORÁRIAS PARA AGENTE DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Candidatos selecionados irão trabalhar em creches pelo período de um ano
Continue lendo

Notícias

6 filmes novos e levinhos para ver na Netflix, não pensar em nada e apenas aproveitar o domingo

Artigo

em

Por

Às vezes tudo o que precisamos é de um filme bobinho, levinho e descontraído que faça o tempo passar em compasso lento, sem grandes questionamentos ou exercícios de raciocínio. Às vezes tudo o que queremos são algumas horas de diversão e relaxamento e que tudo dê certo no final. Pensando em nossos leitores, cansados de uma semana exaustiva, a Revista Bula preparou uma lista de filmes levinhos e despretensiosos, perfeitos para um dia de descanso. Destaques para “Amor e Gelato” (2022), de Brandon Camp; “Lua de Mel com a Minha Mãe” (2022), de Paco Caballero; e “Os Olhos Negros de Marilyn” (2021), de Simone Godano. Os títulos disponíveis na Netflix estão em ordem alfabética e não seguem critérios classificatórios.

Imagens: Divulgação / Reprodução Netflix

Continue lendo

Notícias

Vinhedo inicia vacinação de quarta dose contra covid-19 para moradores de 40 anos ou mais no Sábado da Vacina

Artigo

em

Por

Além da imunização contra o coronavírus, serão aplicadas vacinas de sarampo em crianças e de gripe para todos os públicos acima de 6 meses

A Prefeitura de Vinhedo promove neste sábado (25) o Sábado da Vacina, quando inicia a aplicação da quarta dose da vacina contra covid-19 nos moradores com 40 anos ou mais, desde que tenham recebido a terceira dose há pelo menos quatro meses. O Sábado da Vacina inclui também as campanhas de vacinação de sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos e influenza para toda a população acima de 6 meses de idade. A imunização acontece no Centro Médico, das 8h às 16h, por livre demanda, sem necessidade de agendamento.
 
A vacina da covid-19 será aplicada em moradores com 5 anos ou mais, inclusive segunda dose, respeitados os prazos de cada vacina; terceira dose para moradores com 12 anos ou mais desde que tenham tomado a segunda dose há quatro meses; e quarta dose para moradores com 40 anos ou mais, também respeitado o prazo de quatro meses da dose anterior.
 
A segunda dose da vacina AstraZeneca deve ser aplicada 56 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Coronavac deve ser aplicada 28 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Pfizer deve ser aplicada 21 dias após a administração da primeira dose nos maiores de 18 anos de idade e 56 dias após a primeira dose para a faixa etária de 12 a 17 anos de idade. A terceira e quarta doses devem ser aplicadas quatro meses depois da anterior.
 
A Campanha de Vacinação contra sarampo é voltada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), independentemente da situação vacinal, mesmo que esteja em dia com o calendário de vacinação. O objetivo é atualizar as doses que ainda estejam atrasadas, além de proteger esse público contra a doença. A campanha da gripe está aberta a todos os moradores, a partir de 6 meses de idade.
 
Sábado da Vacina
25 de junho
Centro Médico – Avenida Presidente Castelo Branco, 1.375, das 8h às 16h
Vacina de covid-19 acima de 5 anos
Sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos
Influenza (gripe) para a população acima de 6 meses
 

Autor: Silvana Guaiume

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.