Connect with us

Notícias

OCUPAÇÕES PRÓXIMO A VIA FÉRREA PREOCUPAM POPULAÇÃO EM VALINHOS

Artigo

em

Denúncia aponta comercialização de lotes adjacentes à linha férrea de forma informal e irregular

Ocupações irregulares estão preocupando moradores do Bairro Pinheirinho, uma área às margens da linha férrea paralela à Av. Paulista. Alguns munícipes, que participaram do passeio do Trem Expresso Vale das Frutas disseram ao Jornal sobre este local, assustados com a ‘favela’ que está se formando.

A ocupação foi alvo de uma denúncia anônima feita à redação do Jornal Terceira Visão, que aponta comercialização de lotes adjacentes à linha férrea, de forma informal e irregular. Ela ocorre em um trecho operacional. Ou seja, com passagem periódica de trens da Rumo Logística, concessionária que administra a malha ferroviária.

A reportagem do jornal esteve no local e constatou as irregularidades. Há, por exemplo, garagens improvisadas, barracos, construções e muita sucata localizadas às margens da linha férrea.

A lei 6.766/79, no artigo 4º, inciso III, obriga a reserva de uma faixa não edificável. Deve ter, no mínimo, 15 metros para cada lado da faixa de domínio de ferrovias. Porém, não é a realidade constatada no local.

As chamadas faixas de domínio ficam às margens das linhas férreas. Elas correspondem a áreas de terreno com pequena largura em relação à extensão

O que diz a Prefeitura

Esta é uma área que tem diversos processos administrativos, e até jurídico, em andamento, por conta de estarem em área pertencentes à empresa responsável pela gestão da linha férrea e, outras, em áreas particulares. A secretaria de Planejamento e Meio Ambiente está atento e trabalhado na fiscalização e sequência destes processos. A revisão do Plano Diretor Participativo também contempla assuntos deste contexto, sobretudo em relação à política habitacional que envolve o cadastro municipal de valinhenses em situação de vulnerabilidade social. A partir da aprovação do Plano, novas diretrizes serão implementadas.

O que diz a Rumo

A concessionária reforça que a faixa de domínio da ferrovia é variável e que procura impedir as ocupações irregulares em locais sob sua concessão. Sempre que constatada a irregularidade, a empresa adota as medidas administrativas necessárias para a reintegração de posse, visando a segurança da operação ferroviária e da população. Além disso, mantém ativos canais de comunicação com a sociedade, a fim de receber denúncias, vistoriar e notificar ocupações irregulares, adotando as medidas administrativas necessárias para a reintegração de posse, visando a segurança da operação ferroviária e da população. 

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Cães de Valinhos que comeram salsichas com anzóis têm pontos retirados e recebem alta cirúrgica

Artigo

em

Por

Cães que comeram salsichas com anzóis recebem alta cirúrgica em Valinhos (SP) — Foto: Christiano Yamasaki

Os sete cães que passaram mal após comerem salsichas com anzóis, em Valinhos (SP), foram submetidos à retirada de pontos e receberam alta cirúrgica nesta segunda-feira (18). De acordo com o médico veterinário que cuidou de seis dos animais, a partir de agora, o tratamento de todos será feito por meio de acompanhamento alimentar.

“O cuidado com a alimentação é para manter o processo de cicatrização [dos pontos retirados]. Em breve, eles vão estar liberados para voltar à vida normal”, detalhou Christiano Yamasaki.

Dos sete cães, quatro ainda estão no lar temporário onde o episódio aconteceu, no dia 3 de outubro, e três já estão com as famílias.

“A gente espera que eles [policiais] consigam localizar quem cometeu o atentado contra esses cães e que a Justiça faça o que tem que ser feito”, disse Yamasaki.

O episódio foi registrado na Delegacia de Valinhos como crime contra o meio ambiente mediante prática de ato de abuso a animais.

Nesta segunda, o delegado à frente do caso, João Neves, informou à apuração da EPTV, afiliada da TV Globo, que durante a investigação tomou conhecimento sobre uma pessoa que havia comprado anzóis em uma loja da cidade um dia antes do atentado contra os cães.

De acordo com o titular, a investigação apontou que o indivíduo voltou ao estabelecimento, após a repercussão do caso, para questionar se o local possui câmeras de segurança. Ele foi ouvido, mas por falta de provas, não foi considerado formalmente suspeito, informou Neves.

O ocorrido segue em investigação pela Delegacia de Valinhos, que aguarda o resultado de uma perícia feita nas salsichas com anzóis.

O episódio aconteceu em uma hospedagem para cães, no dia 3 de outubro. De acordo com a proprietária do local, Dulce Miragaia, os cães saíram para brincar do lado de fora e, na ocasião, encontraram uma armadilha feita de salsichas lotadas de anzóis.

Um dos cachorros tinha 34 destes objetos no estômago. A EPTV teve acesso aos exames de raio-x.

Raio-x mostra anzóis dentro do estômago de cachorros — Foto: Reprodução/EPTV

O local não tem vizinhos e circuito de segurança, mas a proprietária suspeita que alguém colocou a armadilha durante a madrugada.

“A princípio, eu achei que era veneno. Eu vi que alguns já estavam comendo, aí eu chamei um pessoal que faz um raio-x móvel para ver quais cachorros tinham comido a salsicha”, disse Dulce na ocasião.

Já o médico veterinário Yamasaki, que faz o acompanhamento do estado de saúde dos cães, ficou impressionado com a maldade da ação.

“É uma coisa que eu fiquei assustados de ver. Além do que tinha 34 anzóis, tinha um com 11 anzóis, outro com seis, entre estômago e intestino. […] Eu já tirei todo o tipo de artefato ingerido acidentalmente, mas assim, de forma criminosa eu nunca vi, porque o anzol não mata, foi para machucar mesmo e dificultar a remoção”, lamentou Yamasaki.

Crime com penas mais duras

Maltratar animais é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais, que ficou mais rigorosa no ano de 2020. A pena varia de dois a cinco anos de prisão, além de multa que pode ultrapassar o valor de R$ 300 mil. Se o animal morrer, a penalidade aumenta.

“Essa pena pode ser aumentada de entre 1/6 e 1/3. É um crime afiançável, mas por conta dessa nova pena, o delegado não pode mais arbitrar a fiança, que só pode ser arbitrada pelo juiz na audiência de custódia”, explica a advogada criminalista Carolina Defilippi.

Continue lendo

Notícias

VALINHOS CONFIRMA DUAS MORTES POR COVID-19

Artigo

em

Por

A Secretaria de Saúde confirmou nesta segunda-feira, dia 18, 2 mortes e 45 novos casos de Covid-19 em Valinhos, de sábado até hoje.

Com isso, a cidade tem agora 15.104 casos confirmados e 404 óbitos causados pelo coronavírus. Os óbitos confirmados são de pacientes com início de sintomas há mais de 30 dias.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na cidade está em: 10% no Galileo e 35% na Santa Casa. A taxa de ocupação de enfermaria é de: 3% no Galileo e 20% na Santa Casa.

Ao todo, 17.153 casos de munícipes já foram descartados, sendo 164 óbitos.

Continue lendo

Notícias

BASQUETE FEMININO DE VALINHOS JOGA CONTRA O CENTRO OLÍMPICO NESTA QUARTA-FEIRA

Artigo

em

Por

A equipe Sub 13 de basquete feminino de Valinhos joga nesta quarta-feira, dia 20, no Ginásio Municipal de Esportes Vereador Pedro Ezequiel da Silva, contra o Centro Olímpico, de São Paulo.

Rodada pelo Campeonato Paulista, o jogo está previsto para as 16h. O time fez ainda uma partida adiantada de returno hoje, dia 18, com placar de Valinhos 34 x 19 Clube Esperia.

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.