Connect with us

Notícias

Prefeitura de Vinhedo instala luminárias de led no Parque Municipal e inicia trabalhos no Portal

Artigo

em

O programa de instalação de lâmpadas led em Vinhedo, mais eficientes e econômicas, continua avançando para diferentes pontos da cidade. A Prefeitura iniciou esta semana a substituição das luminárias do portal de entrada da cidade e de toda a extensão da Estrada da Boiada, até a divisa com Valinhos, que vão operar com telegestão. Na semana passada, a Prefeitura concluiu a troca das luminárias da Avenida Flamengo, da Praça do Globo e do Parque Municipal Jayme Ferragut.  

Foram instaladas 159 novas lâmpadas no Parque Municipal, 11 na Praça do Globo e três na Avenida Flamengo, antes do início dos trabalhos no Portal. A previsão é de que as lâmpadas da Estrada da Boiada até a divisa com Valinhos, que vão operar com telegestão, estejam trocadas por led até o fim desta semana. Essa é a primeira etapa do projeto de troca de luminárias na região do portal e compreende 100 lâmpadas novas.

Na segunda etapa, serão substituídas as luminárias do trecho entre o Portal e a Rodovia Anhanguera. Concluídos esses dois trechos, o programa deve ser levado para o bairro Capela. A Prefeitura está fazendo o levantamento do parque de iluminação da Capela, incluindo a Estrada da Capela, para que as atuais lâmpadas sejam trocadas por led.

A substituição de lâmpadas por led já havia sido realizada este ano na escadaria da Rua Francisco Verdenacci, na Rua Jayme Catelano, no Centro de Convivência e na Represa I. Nesses locais foram instaladas 176 luminárias de led, 100 delas na Represa.

A renovação do parque de iluminação pública garante economia, eficiência e segurança para os moradores. “Iluminação pública é fundamental para a segurança de todos. Estamos instalando luminárias de led para termos uma cidade melhor iluminada, mais econômica e mais segura. Vinhedo mais forte e sustável para todos os moradores”, disse o prefeito Dario Pacheco.

O programa continua em expansão por todas as regiões da cidade, inclusive com a criação de um corredor de vias públicas iluminadas por led. O corredor integra a Estrada da Boiada, Avenida Indústrias, entorno da Praça Aurora Sudário, Estrada da Capela, Trevo de Vinhedo, Avenida Aparecida Tellau Seraphim, Avenida dos Imigrantes, Avenida Benedito Storani, Avenida Independência, Rodovia Edenor João Tasca, Rua do Observatório e Portal de Vinhedo.
 
6,3 mil trocas

Este ano, Vinhedo já realizou a substituição de 6,3 mil lâmpadas queimadas em diferentes bairros até o fim do mês de agosto. A cidade possui 13 mil pontos de iluminação pública. Em novembro do ano passado, 4,5 mil lâmpadas, 35% da quantidade total, estavam queimadas, ocasionando transtornos aos vinhedenses.

Com a realização da Operação Vinhedo de Cara Limpa, trabalho permanente de limpeza e manutenção que está percorrendo toda a cidade, o serviço de troca de lâmpadas está sendo intensificado nos bairros, além dos pedidos realizados pela central telefônica. Desde o início do ano, os moradores podem solicitar a troca de lâmpadas queimadas na Central 0800-777-4780 e terão a solicitação atendida em até 72 horas.

Telegestão

A telegestão, que será utilizada na Estrada da Boiada, funciona com um sistema remoto de software e hardware, através de um dispositivo instalado nas luminárias. Com esse sistema, é possível controlar remotamente as lâmpadas, realizar medições que são interpretadas pelo software e armazenadas dentro do próprio dispositivo. Essas medições podem ser de tensão, corrente, potência da lâmpada, eficiência energética e outras.

Todos os dispositivos estão conectados entre si, através de uma rede chamada mesh, uma “malha” de pontos onde existe a telegestão. A telegestão garante que o operador saiba a exata localização de cada ponto de luz e receba quase instantaneamente informações de desempenho e de falhas, como lâmpadas queimadas. Essa agilidade facilita a manutenção da rede.

Dimerização

Com a telegestão, o operador também pode controlar a dimerização, a intensidade de cada luminária de LED, reduzindo o uso de eletricidade em locais de baixa circulação. Como exemplo, ele pode determinar que das 18h às 2h a lâmpada ilumine com 100% da capacidade, das 2h às 4h, com 70% da capacidade, e das 4h às 6h, com 50%. A dimerização, na média de 30% de diminuição da intensidade, pode acarretar economia de até 79% no consumo de energia.

Além da capacidade de diminuir os custos da operação e economizar energia, de maneira sustentável, o sistema da telegestão pode executar varreduras periódicas para fornecer dados para análises mais amplas do funcionamento da rede. As informações individualizadas dos pontos de consumo também permitem maior controle sobre os gastos com energia.

Com um IP, o telegestor fica encaixado à luminária e funciona como uma antena que envia informações sobre ponto de luz ao software de gerenciamento e recebe ordens dadas remotamente pelo operador.

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Sistema de rodízio recupera 30% do volume da Represa 1 em 15 dias

Artigo

em

Por

O sistema de rodízio de abastecimento de água, em operação no município desde o último dia 11, tem sido fundamental para a recuperação do volume das reservações, especialmente da Represa 1, que passou de 20% para 47,8% da capacidade, com cerca de 77.907m³ nesta quarta-feira (27).  Nos 15 primeiros dias de rodízio, houve redução de 29% do volume produzido pela Estação de Tratamento de Água (ETA) 1, o equivalente a 80 mil m³.

“Nesse espaço de tempo, do início do rodízio até agora, já foi possível recuperar 27,8% do volume armazenado na Represa 1, cerca de 44.709m³. Isso é muito positivo e mostra que nossa ação está surtindo efeito e que estamos no caminho certo”, afirmou Jaderson Spina, superintendente da Sanebavi.

Considerando a produção máxima de 18 mil m³/dia na unidade ETA-1, o volume poupado corresponde a 2,5 dias de produção. “É muito importante que, além das nossas ações e manobras para conseguirmos abastecer a população, os moradores também colaborem com a economia de água e uso consciente do recurso”, reforçou Spina.

Nos demais pontos de captação, por conta da estiagem, o cenário se mantém. A represa 2, que está sendo preservada para uso em caso do agravamento da crise, teve consumo de 8%, atualmente com 79% da capacidade. Já a represa 3, que está quase seca, continua com volume morto,  com 32% da capacidade, dos quais 11%  foi recuperado em decorrência das chuvas dos últimos dias.

Vale ressaltar que o volume de 110,88mm de chuvas, o maior registrado desde o dia 6 de março deste ano, teve reflexo positivo nos mananciais superficiais. “As últimas chuvas foram muito bem-vindas, mas não foram suficientes para a recuperação plena de todos os mananciais, assim como os percentuais de reservação, que, se não fosse pelo rodízio, estariam em níveis ainda mais críticos”, disse Spina. De acordo com os dados desta quinta, o Rio Capivari e o Córrego Moinho estão estáveis, operando com captação de 100% da outorga. Já o Bom Jardim, apesar das chuvas, está operando com 74% da outorga.

Durante a execução do sistema revezamento, por questões estratégicas está sendo priorizado o uso da captação do Rio Capivari para a produção da ETA1. “O Rio Capivari é a nossa principal captação e o objetivo de priorizarmos a utilização dessa água é pouparmos as nossas represas” explicou o diretor de Estação de Tratamento de Água, Gabriel Carvalho.

A suspensão do plano de rodízio no abastecimento de água ainda depende de um conjunto de fatores, que tem como base a recuperação dos reservatórios, o equilíbrio das captações e dos mananciais superficiais, além dos índices pluviométricos. Essa avaliação é feita pela Comissão de Enfrentamento da Estiagem, composta por diretores e técnicos da Sanebavi, que se reúnem semanalmente para estudos de ações para minimizar os impactos da crise hídrica.

“Até o momento, não houve recuperação suficiente para a normalização do fornecimento. Ainda não há previsão para o encerramento do rodízio, porém, está sendo feito o acompanhamento dos índices de chuvas para reavaliarmos a necessidade do revezamento”, explicou Carvalho.
 

Continue lendo

Notícias

Carro pega fogo e mobiliza o Corpo de Bombeiros em Valinhos

Artigo

em

Por

Carro pegou fogo durante a manhã em Valinhos (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Valinhos)

 

Um carro pegou fogo na manhã desta quarta-feira (27) na Rua Vereador Walter Obmer Woelzke, próximo ao CLT (Centro de Lazer do Trabalhador), em Valinhos.

O Corpo de Bombeiros da cidade foi acionado. De acordo com a corporação, um casal que estava no veículo quando as chamas se alastraram não ficou ferido.

A via ficou interditada durante o atendimento. As chamas foram controladas rapidamente e o automóvel ficou parcialmente queimado.

Não se sabe o que teria causado o incêndio. 

Carro pegou fogo durante a manhã em Valinhos (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Valinhos)

Continue lendo

Notícias

DE CADA 10 MORADORES DE VALINHOS 8 ESTÃO IMUNIZADOS

Artigo

em

Por

Valinhos chegou, nesta terça-feira, dia 36, à marca de 198 mil vacinas aplicadas contra a covid-19 na população, sendo que 8 a cada 10 valinhenses, com idade superior a 12 anos, estão com os esquemas de vacinação completos.

O município registrou nesta semana o menor número de pacientes internados nos hospitais da cidade com a covid-19 em 2021, sendo um dos diversos efeitos positivos que a vacinação contra a doença gera.

Vá até a sede da Vigilância Epidemiológica, se você perdeu alguma dose da vacina, localizada na Avenida Brasil, 144, de segunda a sexta-feira das 8h às 16h, com documento de identificação, comprovante de vacinação e endereço.

Já os idosos com mais de 60 anos que tomaram a segunda vacina contra a covid-19 há 6 meses, estão aptos para a tomarem a dose de reforço, em alguma UBS, com esquema de distribuição próprio em cada unidade e também através do agendamento no site: valinhosportal.siss.online.com.br. 

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.