Connect with us

Notícias

Prefeituras de Vinhedo, Valinhos e Itatiba iniciam diagnóstico da rede de Saúde

Artigo

em

Secretários definem estratégias para consórcio intermunicipal

Os integrantes dos governos de Vinhedo, Valinhos e Itatiba começam esta semana a mapear as redes de Saúde, uma das etapas para a criação do Consórcio Intermunicipal. Os prefeitos querem melhorar o atendimento, ampliar as vagas, otimizar as equipes que trabalham no setor e inovar com um modelo de gestão eficaz. Os secretários de Saúde, de Governo e Chefes de Gabinete se reuniram na manhã desta terça-feira, 25, em Vinhedo, e criaram também um grupo técnico que participará desta análise. A próxima reunião será na terça-feira, dia 1° de agosto.

Os secretários e técnicos farão o levantamento, por exemplo, de vagas em hospitais, de equipes, laboratórios, unidades básicas de saúde, quantidade de atendimento em cada cidade, volume de distribuição de remédios e sistemas de gestão. A ideia é avaliar o quadro operacional, a demanda e principais gargalos de cada município e montar um plano a partir do atual cenário para a integração das redes.

A Saúde é hoje o principal problema das cidades. A maioria gasta mais que o dobro do que é determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) – 15% do orçamento – e, mesmo assim, não consegue suprir a demanda. O repasse do governo federal para o Sistema Único de Saúde (SUS) e os aportes do Estado também são insuficientes para ampliar o atendimento e melhorar a estrutura. O consórcio foi pensado pelos prefeitos das três cidades da RMC para contornar esses problemas e oferecer mais serviços.

O secretário de Saúde de Vinhedo, Alexandre Viola, disse que o problema das cidades são semelhantes e que é preciso buscar alternativas. Neste cenário, o consórcio se torna eficaz para gerar economia e melhorar as políticas públicas. “As prefeituras e a população só têm a ganhar nesse modelo de gestão. Um consórcio desse tipo pode otimizar compras para medicamentos, por exemplo, ampliando essa oferta na rede dos três municípios”, comentou.

O secretário de Saúde de Valinhos, Nilton Tordin, afirmou que o consórcio ajudará os municípios neste período de crise, mas também será uma ferramenta essencial para uma gestão eficiente do setor. “Estamos hoje amarrados, principalmente pelo baixo orçamento. Fizemos algumas parcerias, mas precisamos avançar. A ideia do consórcio é justamente essa. Otimizar a rede e trabalhar em parceria com o que temos de melhor em cada cidade”, disse.

O consórcio prevê a parceria com o Hospital Galileo, as Santas Casas de Vinhedo, Valinhos e Itatiba, além das unidades básicas de atendimento. Para a elaboração desse projeto, as prefeituras contam com o apoio do Instituto Carlos Matus e da Faculdade São Leopoldo Mandic, além de representantes de todos os hospitais.

Os secretários terão um novo encontro na próxima semana com a equipe técnica de cada cidade. Com o mapeamento, as equipes trocarão informações para montar a estratégia de consolidação do consórcio.

Arrecadação

Os municípios recebem apenas 5% do que é arrecadado pela União no País. O governo federal fica com 70% e os estados com 25%. Mesmo com o menor repasse, as cidades ficam com a grande responsabilidade de organizar toda a rede, distribuir os recursos e fazer a estruturar funcionar com um orçamento cada vez mais enxuto.

O secretário de Saúde de Itatiba, Fabio Luiz Alves, acredita que o modelo de gestão ajudará a qualificar a rede. “O principal fator de motivação é poder qualificar os processos, melhorar a informatização e obter indicadores de qualidade para garantir intervenções em toda a rede e agilizar o atendimento para a população”, disse.

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Cães de Valinhos que comeram salsichas com anzóis têm pontos retirados e recebem alta cirúrgica

Artigo

em

Por

Cães que comeram salsichas com anzóis recebem alta cirúrgica em Valinhos (SP) — Foto: Christiano Yamasaki

Os sete cães que passaram mal após comerem salsichas com anzóis, em Valinhos (SP), foram submetidos à retirada de pontos e receberam alta cirúrgica nesta segunda-feira (18). De acordo com o médico veterinário que cuidou de seis dos animais, a partir de agora, o tratamento de todos será feito por meio de acompanhamento alimentar.

“O cuidado com a alimentação é para manter o processo de cicatrização [dos pontos retirados]. Em breve, eles vão estar liberados para voltar à vida normal”, detalhou Christiano Yamasaki.

Dos sete cães, quatro ainda estão no lar temporário onde o episódio aconteceu, no dia 3 de outubro, e três já estão com as famílias.

“A gente espera que eles [policiais] consigam localizar quem cometeu o atentado contra esses cães e que a Justiça faça o que tem que ser feito”, disse Yamasaki.

O episódio foi registrado na Delegacia de Valinhos como crime contra o meio ambiente mediante prática de ato de abuso a animais.

Nesta segunda, o delegado à frente do caso, João Neves, informou à apuração da EPTV, afiliada da TV Globo, que durante a investigação tomou conhecimento sobre uma pessoa que havia comprado anzóis em uma loja da cidade um dia antes do atentado contra os cães.

De acordo com o titular, a investigação apontou que o indivíduo voltou ao estabelecimento, após a repercussão do caso, para questionar se o local possui câmeras de segurança. Ele foi ouvido, mas por falta de provas, não foi considerado formalmente suspeito, informou Neves.

O ocorrido segue em investigação pela Delegacia de Valinhos, que aguarda o resultado de uma perícia feita nas salsichas com anzóis.

O episódio aconteceu em uma hospedagem para cães, no dia 3 de outubro. De acordo com a proprietária do local, Dulce Miragaia, os cães saíram para brincar do lado de fora e, na ocasião, encontraram uma armadilha feita de salsichas lotadas de anzóis.

Um dos cachorros tinha 34 destes objetos no estômago. A EPTV teve acesso aos exames de raio-x.

Raio-x mostra anzóis dentro do estômago de cachorros — Foto: Reprodução/EPTV

O local não tem vizinhos e circuito de segurança, mas a proprietária suspeita que alguém colocou a armadilha durante a madrugada.

“A princípio, eu achei que era veneno. Eu vi que alguns já estavam comendo, aí eu chamei um pessoal que faz um raio-x móvel para ver quais cachorros tinham comido a salsicha”, disse Dulce na ocasião.

Já o médico veterinário Yamasaki, que faz o acompanhamento do estado de saúde dos cães, ficou impressionado com a maldade da ação.

“É uma coisa que eu fiquei assustados de ver. Além do que tinha 34 anzóis, tinha um com 11 anzóis, outro com seis, entre estômago e intestino. […] Eu já tirei todo o tipo de artefato ingerido acidentalmente, mas assim, de forma criminosa eu nunca vi, porque o anzol não mata, foi para machucar mesmo e dificultar a remoção”, lamentou Yamasaki.

Crime com penas mais duras

Maltratar animais é crime previsto na Lei de Crimes Ambientais, que ficou mais rigorosa no ano de 2020. A pena varia de dois a cinco anos de prisão, além de multa que pode ultrapassar o valor de R$ 300 mil. Se o animal morrer, a penalidade aumenta.

“Essa pena pode ser aumentada de entre 1/6 e 1/3. É um crime afiançável, mas por conta dessa nova pena, o delegado não pode mais arbitrar a fiança, que só pode ser arbitrada pelo juiz na audiência de custódia”, explica a advogada criminalista Carolina Defilippi.

Continue lendo

Notícias

VALINHOS CONFIRMA DUAS MORTES POR COVID-19

Artigo

em

Por

A Secretaria de Saúde confirmou nesta segunda-feira, dia 18, 2 mortes e 45 novos casos de Covid-19 em Valinhos, de sábado até hoje.

Com isso, a cidade tem agora 15.104 casos confirmados e 404 óbitos causados pelo coronavírus. Os óbitos confirmados são de pacientes com início de sintomas há mais de 30 dias.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI na cidade está em: 10% no Galileo e 35% na Santa Casa. A taxa de ocupação de enfermaria é de: 3% no Galileo e 20% na Santa Casa.

Ao todo, 17.153 casos de munícipes já foram descartados, sendo 164 óbitos.

Continue lendo

Notícias

BASQUETE FEMININO DE VALINHOS JOGA CONTRA O CENTRO OLÍMPICO NESTA QUARTA-FEIRA

Artigo

em

Por

A equipe Sub 13 de basquete feminino de Valinhos joga nesta quarta-feira, dia 20, no Ginásio Municipal de Esportes Vereador Pedro Ezequiel da Silva, contra o Centro Olímpico, de São Paulo.

Rodada pelo Campeonato Paulista, o jogo está previsto para as 16h. O time fez ainda uma partida adiantada de returno hoje, dia 18, com placar de Valinhos 34 x 19 Clube Esperia.

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.