Connect with us

Notícias

Vacina Covid-19: Valinhos agenda para moradores com mais de 20 anos a partir desta terça-feira

Artigo

em

Valinhos abre agendamento de vacina para moradores com mais de 20 anos — Foto: Giuliano Tamura/EPTV

Valinhos (SP) abre às 6h desta terça-feira (10) o agendamento da vacinação contra Covid-19 para moradores com mais de 20 anos. Ao todo são 1 mil doses disponíveis e a marcação deve ser feita pelo sistema Siss Online, em duas etapas: cadastro e agendamento. Veja aqui o passo a passo.

O imunizante será aplicado sábado (14), das 8 às 12h, no Pavilhão do Parque Municipal Monsenhor Bruno Nardini (Parque da Festa do Figo). Todos devem apresentar comprovante de residência no dia da vacinação e será aplicada a dose que estiver disponível no dia.

Segundo a prefeitura, não é permitido acompanhantes e não haverá drive-thru. Ela orienta também o pré-cadastro na plataforma estadual VacinaJá para otimizar o tempo no preenchimento de dados.

Em nota, a administração destacou que tem 5 mil moradores com mais de 22 anos agendados para receber a imunização entre esta segunda e sexta-feira. Veja como está a imunização na região.

VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias

6 filmes novos e levinhos para ver na Netflix, não pensar em nada e apenas aproveitar o domingo

Artigo

em

Por

Às vezes tudo o que precisamos é de um filme bobinho, levinho e descontraído que faça o tempo passar em compasso lento, sem grandes questionamentos ou exercícios de raciocínio. Às vezes tudo o que queremos são algumas horas de diversão e relaxamento e que tudo dê certo no final. Pensando em nossos leitores, cansados de uma semana exaustiva, a Revista Bula preparou uma lista de filmes levinhos e despretensiosos, perfeitos para um dia de descanso. Destaques para “Amor e Gelato” (2022), de Brandon Camp; “Lua de Mel com a Minha Mãe” (2022), de Paco Caballero; e “Os Olhos Negros de Marilyn” (2021), de Simone Godano. Os títulos disponíveis na Netflix estão em ordem alfabética e não seguem critérios classificatórios.

Imagens: Divulgação / Reprodução Netflix

Continue lendo

Notícias

Vinhedo inicia vacinação de quarta dose contra covid-19 para moradores de 40 anos ou mais no Sábado da Vacina

Artigo

em

Por

Além da imunização contra o coronavírus, serão aplicadas vacinas de sarampo em crianças e de gripe para todos os públicos acima de 6 meses

A Prefeitura de Vinhedo promove neste sábado (25) o Sábado da Vacina, quando inicia a aplicação da quarta dose da vacina contra covid-19 nos moradores com 40 anos ou mais, desde que tenham recebido a terceira dose há pelo menos quatro meses. O Sábado da Vacina inclui também as campanhas de vacinação de sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos e influenza para toda a população acima de 6 meses de idade. A imunização acontece no Centro Médico, das 8h às 16h, por livre demanda, sem necessidade de agendamento.
 
A vacina da covid-19 será aplicada em moradores com 5 anos ou mais, inclusive segunda dose, respeitados os prazos de cada vacina; terceira dose para moradores com 12 anos ou mais desde que tenham tomado a segunda dose há quatro meses; e quarta dose para moradores com 40 anos ou mais, também respeitado o prazo de quatro meses da dose anterior.
 
A segunda dose da vacina AstraZeneca deve ser aplicada 56 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Coronavac deve ser aplicada 28 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Pfizer deve ser aplicada 21 dias após a administração da primeira dose nos maiores de 18 anos de idade e 56 dias após a primeira dose para a faixa etária de 12 a 17 anos de idade. A terceira e quarta doses devem ser aplicadas quatro meses depois da anterior.
 
A Campanha de Vacinação contra sarampo é voltada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), independentemente da situação vacinal, mesmo que esteja em dia com o calendário de vacinação. O objetivo é atualizar as doses que ainda estejam atrasadas, além de proteger esse público contra a doença. A campanha da gripe está aberta a todos os moradores, a partir de 6 meses de idade.
 
Sábado da Vacina
25 de junho
Centro Médico – Avenida Presidente Castelo Branco, 1.375, das 8h às 16h
Vacina de covid-19 acima de 5 anos
Sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos
Influenza (gripe) para a população acima de 6 meses
 

Autor: Silvana Guaiume

Continue lendo

Notícias

Projeto de telemedicina em Vinhedo é aprovado pelo Legislativo

Artigo

em

Por

Vinhedo possui tecnologia disponível e próximo passo é definir modelo de atendimento, com profissionais, horários e sistema de agendamento

O projeto de lei do prefeito de Vinhedo, Dario Pacheco, que autoriza a prática de telemedicina na Rede Municipal de Saúde, foi aprovado esta semana pela Câmara Municipal. O documento define como telemedicina o exercício da medicina com a transmissão de conteúdo audiovisual e de dados por tecnologias digitais seguras, para fins de assistência, prevenção a doenças e lesões, promoção de saúde, educação e pesquisa em saúde.
 
O prefeito Dario Pacheco explicou que o projeto de lei aprovado pelos vereadores na terça-feira (21) permite que seja adotada em Vinhedo uma prática já bastante utilizada pela rede privada e mesmo pela rede pública em outras regiões do País. “A telemedicina vai trazer muitas facilidades para a população, vai reduzir filas, evitar deslocamentos desnecessários e agilizar a comunicação entre os médicos. Ação importante para a modernização do nosso sistema de saúde, com o uso das tecnologias disponíveis”, afirmou dr. Dario .
 
O secretário de Saúde, Milton Ribolli, explicou que Vinhedo já possui tecnologia de informação compatível com a telemedicina e lembrou que o projeto-piloto realizado em janeiro deste ano foi bem sucedido. O próximo passo é a definição do modelo de atendimento, com profissionais, horários e sistemas de agendamento. “Estamos trabalhando na definição desse cronograma”, afirmou Ribolli.
 
O secretário comentou que diferentes médicos poderão utilizar o atendimento por telemedicina, como clínico geral, endocrinologista, psiquiatra, entre outros, que não exige exames e avaliações físicas. Ele reforçou que a prática vai agilizar o atendimento médico dos moradores e reduzir a fila de espera por consultas, mas acrescentou que o atendimento presencial continuará sendo realizado normalmente na Rede Municipal de Saúde.
 
A nova lei autoriza prestação de serviços médicos a pacientes à distância utilizando tecnologias digitais, troca de informações e opiniões entre médicos (interconsulta), transmissão de imagens e dados para emissão de laudo ou parecer, triagem à distância para definir e encaminhar o paciente à assistência necessária, monitoramento à distância do estado de saúde do paciente, orientação do médico para preenchimento à distância de declaração de saúde.
 
As práticas são chamadas de teleconsulta, telemonitoramento, teleorientação, teletriagem e teleinterconsulta. Vão respeitar legislações e resoluções sobre o tema e também a Lei Geral de Proteção de Dados para garantir bem-estar, ética médica, autonomia do profissional de saúde, do paciente ou responsável.
 
Assim como na consulta presencial, o médico é obrigado a registrar em prontuário o atendimento realizado, podendo anexar documentos e gravações de áudios. Em Vinhedo os prontuários são eletrônicos e o sistema de Saúde já é todo informatizado. Os médicos vão utilizar no teleatendimento ao paciente o mesmo sistema digital que já utilizam na Rede Municipal de Saúde, sem nenhum custo adicional.
 
A proposta aprovada na Câmara autoriza também a utilização de tecnologias digitais para emissão à distância de prescrição, atestado, relatório, solicitação de exames, laudo e parecer técnico, desde que contenham todas as informações necessárias, entre elas identificação e assinatura digital do médico, com nome, CRM e endereço, e identificação do paciente. O atendimento de telemedicina somente será realizado com autorização do paciente ou responsável legal.
 
Pacientes com quadros clínicos identificados como de urgência ou emergência e que, na avaliação médica, necessitem de atendimento presencial, devem ser encaminhados aos serviços de pronto atendimento. A teleconsulta não difere da consulta presencial em termos de responsabilidade ética e profissional.
 

Autor: Silvana Guaiume

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.