Connect with us

Notícias

VEREADORES REJEITAM PROJETO LGBT EM VALINHOS

Artigo

em

Vereadores na votação

Projeto: O projeto de lei 110/21 de autoria do vereador Marcelo Yoshida (PT), que aborda o tema LGBTfobia, foi rejeitado no plenário, causando muita discussão. No projeto, o vereador solicitou uma data inclusiva no calendário para que se porra combater esse preconceito.

Discussão: Durante sua fala na tribuna, o vereador alertou sobre os 84 dias ou semanas que também abordam dificuldades de outras populações.”Será que essas populações e essas religiões foram privilegiadas em determinado momento ou será que é dada a importância dessas populações e dessas entidades religiosas? Nós desejamos aceitação e acima de tudo respeito para que não sejamos mais agredidos na rua, para que eu possa andar com o meu marido na rua de mãos dadas sem ser xingado, porque é isso que acontece”, explicou.

Votação: Durante a votação do projeto, o vereador Toloi foi o primeiro a discursar contra. “Aqui não tem nenhum vereador que brinca, acho que todos respeitam o outro. Cada vereador defende uma bandeira e cada vereador vota da maneira como deve ser votado. Aqui é uma casa democrática. Eu sou contra o projeto, mas eu respeito, eu já discuti nessa casa uma vez sobre um projeto para que não existisse mais o dia da consciência negra, porque eu vejo isso como um preconceito. O passado está lá atrás”.

Resultado: O projeto foi rejeitado com 11 votos contrários e arquivado.

Nota: Em nota, o vereador Marcelo Yoshida explicou que “apesar do resultado, não foi uma surpresa. Infelizmente houve uma tensão quefoi criada pela divulgação de notícias falsas a respeito do projeto, onde fica nítida a LGBTfobia e o medo de se discutir o tema. Isso mostra o quanto falar sobre o tema é importante. Querendo ou não, trata-se de uma temática que não podemos mais ignorar. As pessoas precisam entender que é um tema que envolvem todos, todas e todes. Enquanto uma pessoa sofrer preconceito e violência por ser quem é, a sociedade está perdendo. Entendo que grande parte do que envolveu a discussão sobre o projeto teve fundo preconceituoso. Infelizmente ainda é muito necessário que as pessoas entendam os conceitos que envolvem o tema e que se conheça mais sobre o assunto. O pânico moral criado movido pelas informações falsas, levou à uma pressão muito intensa. Quanto mais o tema estiver em evidência, mais pessoas terão a oportunidade de entenderem as diversas situações pelas quais as pessoas LGBTQIA+ passam. Basta que essas pessoas estejam efetivamente abertas ao diálogo, abertas ao conhecimento, abertas ao acolhimento e ao respeito”.

Continue lendo
CLIQUE PARA COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias

CAMPINAS ABRE 132 VAGAS TEMPORÁRIAS PARA AGENTE DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Artigo

em

Por

A prefeitura de Campinas abriu nesta segunda-feira, dia 20, um processo seletivo para contratação emergencial de 132 agentes de educação infantil. As inscrições estarão abertas até às 23h59 desta quarta-feira, dia 22. De acordo com a administração, os selecionados começarão a trabalhar já no segundo semestre deste ano.

Segundo o edital, as contratações terão prazo determinado e não passarão de 12 meses. Os interessados devem ter Ensino Médio completo e ter mais de 18 anos, porém a prefeitura procura preferencialmente pessoas com experiência no cargo de agente de educação infantil (em atuação com crianças entre 0 e 5 anos), e que comprove empregabilidade nos últimos cinco anos, com, no mínimo, um ano ininterrupto de trabalho no mesmo empregador.

O salário será de R$ 2.391,80 para 32 horas trabalhadas por semana, além de vale-alimentação no valor de R$ 1.249,81. Das 132 vagas previstas, 99 são de ampla concorrência, 26 são para pessoas pretas e pardas, e sete são para pessoas com deficiência.

As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas através do site (https://cutt.ly/jKji7GW).

CAMPINAS ABRE 132 VAGAS TEMPORÁRIAS PARA AGENTE DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Candidatos selecionados irão trabalhar em creches pelo período de um ano
Continue lendo

Notícias

6 filmes novos e levinhos para ver na Netflix, não pensar em nada e apenas aproveitar o domingo

Artigo

em

Por

Às vezes tudo o que precisamos é de um filme bobinho, levinho e descontraído que faça o tempo passar em compasso lento, sem grandes questionamentos ou exercícios de raciocínio. Às vezes tudo o que queremos são algumas horas de diversão e relaxamento e que tudo dê certo no final. Pensando em nossos leitores, cansados de uma semana exaustiva, a Revista Bula preparou uma lista de filmes levinhos e despretensiosos, perfeitos para um dia de descanso. Destaques para “Amor e Gelato” (2022), de Brandon Camp; “Lua de Mel com a Minha Mãe” (2022), de Paco Caballero; e “Os Olhos Negros de Marilyn” (2021), de Simone Godano. Os títulos disponíveis na Netflix estão em ordem alfabética e não seguem critérios classificatórios.

Imagens: Divulgação / Reprodução Netflix

Continue lendo

Notícias

Vinhedo inicia vacinação de quarta dose contra covid-19 para moradores de 40 anos ou mais no Sábado da Vacina

Artigo

em

Por

Além da imunização contra o coronavírus, serão aplicadas vacinas de sarampo em crianças e de gripe para todos os públicos acima de 6 meses

A Prefeitura de Vinhedo promove neste sábado (25) o Sábado da Vacina, quando inicia a aplicação da quarta dose da vacina contra covid-19 nos moradores com 40 anos ou mais, desde que tenham recebido a terceira dose há pelo menos quatro meses. O Sábado da Vacina inclui também as campanhas de vacinação de sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos e influenza para toda a população acima de 6 meses de idade. A imunização acontece no Centro Médico, das 8h às 16h, por livre demanda, sem necessidade de agendamento.
 
A vacina da covid-19 será aplicada em moradores com 5 anos ou mais, inclusive segunda dose, respeitados os prazos de cada vacina; terceira dose para moradores com 12 anos ou mais desde que tenham tomado a segunda dose há quatro meses; e quarta dose para moradores com 40 anos ou mais, também respeitado o prazo de quatro meses da dose anterior.
 
A segunda dose da vacina AstraZeneca deve ser aplicada 56 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Coronavac deve ser aplicada 28 dias após a administração da primeira dose. A segunda dose da Pfizer deve ser aplicada 21 dias após a administração da primeira dose nos maiores de 18 anos de idade e 56 dias após a primeira dose para a faixa etária de 12 a 17 anos de idade. A terceira e quarta doses devem ser aplicadas quatro meses depois da anterior.
 
A Campanha de Vacinação contra sarampo é voltada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), independentemente da situação vacinal, mesmo que esteja em dia com o calendário de vacinação. O objetivo é atualizar as doses que ainda estejam atrasadas, além de proteger esse público contra a doença. A campanha da gripe está aberta a todos os moradores, a partir de 6 meses de idade.
 
Sábado da Vacina
25 de junho
Centro Médico – Avenida Presidente Castelo Branco, 1.375, das 8h às 16h
Vacina de covid-19 acima de 5 anos
Sarampo para crianças de 6 meses à véspera de completar 5 anos
Influenza (gripe) para a população acima de 6 meses
 

Autor: Silvana Guaiume

Continue lendo

+ VISTOS

Copyright © 2021, powered by Notícias de Vinhedo.